Visto de Estudante EUA: Como posso tirar um?

visto de estudante EUA

Visto de Estudante EUA: Como posso tirar um?

Para quem quer estudar nos Estados Unidos, é indispensável ter o visto de estudante. Ao contrário do que alguns pensam, estudar nos Estados Unidos utilizando um visto de turista não é uma opção segura e viável, pois o status de turista é mais limitado do que o de estudante, e é possível que o estudante seja impedido de entrar novamente nos Estados Unidos para concluir o curso caso vá ao Brasil durante o período do curso e não possua o visto correto. Por isso pesquisamos sobre o visto de estudante EUA e aqui neste post passamos todos os detalhes para vocês.

O visto de estudante pressupõe a existência de um curso específico. Ou seja, você não pode tentar tirar um visto de estudante se não estiver matriculado em um curso específico. O visto só existe como forma de permitir que você curse aquele curso.

Sendo assim: não existe apenas 1 tipo de visto de estudante, mas vários tipos de visto de estudante EUA. Ou seja, a primeira coisa a fazer é saber qual o tipo de curso que você irá fazer. Por exemplo, o visto para intercâmbio para estudar o ensino médio é diferente do visto estudantil para estudar em uma universidade americana.

Visto F-1

O visto F é o indicado para estudantes que vão frequentar uma faculdade ou outra instituição acadêmica americana que é apta a receber estrangeiros ou fazer um curso de inglês em universidades ou escola de idiomas.

De acordo com o próprio site do governo americano, esse tipo de visto permite que cidadãos entrem nos Estados Unidos como estudantes durante período integral, em faculdades, universidade, seminário, conservatório, escola secundária acadêmica, ou em um curso de idiomas.

Sendo assim, você deve estar matriculado em um curso que, após a sua conclusão, ofereça um diploma que seja certificado pelos Estados Unidos, sendo aprovado pelo Programa de Visitantes de Estudantes e Intercâmbio, Imigração e Alfândega.

Um outro ponto importante: o estudante precisa estar matriculado em período integral. Isso porque o governo americano quer evitar que pessoas burlem o sistema, e utilizem esse tipo de visto para trabalhar meio turno. Apenas após 1 ano de curso existe a exceção de que o estudante pode exercer algum tipo de trabalho, mas apenas dentro da própria instituição onde estuda.

É indicado que você também tenha uma reserva de dinheiro para comprovar que pode custear todo o processo de estudo nos Estados Unidos.

Visto M-1

O visto M-1, tem como diferença entre o visto F-1 a possibilidade de exercer alguma função (ou seja, trabalho) fora do campus estudantil, mas que seja de acordo com o curso que esta fazendo nos Estados Unidos. Sendo assim, o que difere o F-1 do M-1 é que com este, você pode trabalhar ou estagiar dentro da sua área de atuação fora da instituição em que estuda.

Visto J-1

O visto J-1,  é indicado para as pessoas que vão estudar nos Estados Unidos através de alguma empresa ou instituição, ou seja, a empresa é que vai pagar para o estrangeiro estudar nos EUA. Nesse processo, o formulário a ser preenchido é o DS-2019.

Mas, de todos os requisitante de J-1, o caso mais comum entre os brasileiros é o de au pair. Isso causa bastante confusão, pois inicialmente parece tratar-se de visto de trabalho. O fato de que na realidade trata-se de visto da categoria estudante demonstra como é importante que a pessoa que vem aos Estados Unidos como au pair esteja matriculada e cursando algum curso (normalmente inglês).

Documentação

Além dos vistos, da documentação estudantil fica por conta da escola que criará o vínculo com você. Dentro da papelada, você receberá o formulário I-20, que é enviado nas próximas 4 semanas após a sua matrícula.

Após o formulário I-20, registre-se no Sistema de Informações sobre Estudantes e Participantes de Intercâmbio (SEVIS) e pague uma taxa que gira em torno de U$200. Após esse processo, registre-se também no DS-160, que exige todas as informações que você adicionou no sistema do SEVIS.

Fica claro que o visto de estudante não é um processo rápido. Sendo assim, uma dica muito importante, é que você se programe e comece a tirar o visto com antecedência, sempre visando o inícios das suas aulas nos Estados Unidos.  

Ou seja, inicialmente, você precisará desses documentos abaixo:

  • Formulário I-20 (para o visto F-1)
  • Formulário DS-2019 (para o visto J-1)
  • Registro no SEVIS e pagamento da taxa de U$200
  • Taxa de U$200 (para registrarem a sua estadia
  • Solicitação do documento DS-160

Diferenças: Visto F-1 e B-2

Muitas pessoas nos perguntam sobre as diferenças entre o F-1 e B-2. O visto B-2 é direcionado apenas para turismo, sem a possibilidade de fazer cursos que possuem as certificações que falamos acima ou trabalho, por exemplo. Já falamos mais um pouco sobre esse e outros vistos neste post aqui sobre tipos de visto americano.

E você, esta querendo fazer algum curso no exterior? Se sim, você achou interessante nosso post sobre visto de estudante EUA? Conte para nós através dos comentários!

Crédito das imagens: pixabay.com

Nossa nota
 
Summary

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*